FLEX ABIEF

FLEX TENDÊNCIA – FEVEREIRO 2019
Fusões e aquisições voltam a chacoalhar o setor

00 de de 0000
   2019 começa com uma estatística internacional bastante interessante e que, certamente, se intensificará em solo brasileiro: o volume de fusões e aquisições (F&A) continua alto no universo das embalagens. Nas ilustrações acima, um comparativo da configuração do setor de flexíveis em 2011 e ano passado nos EUA (Fonte: FTA).

   Em 2018, o setor de embalagens registrou diversas transações, desde as mais ocasionais e bombásticas – como a compra da Bemis pela Amcor, até as mais usuais, como a compra da fabricante de pouches médicos, PacTech, pela ProAmpac. Também houve transações com foco na expansão geográfica, como foi o caso do Resource Label Group ao comprar a Ingenious Packaging sediada em Toronto (Canadá).

  Mas seja um negócio menor ou um que mexa com a estrutura do setor, há uma certeza: as fusões e aquisições têm tido um impacto importante no crescimento e na evolução da indústria flexográfica, conforme recentemente publicado no site da FTA (Flexographic Technical Association – www.flexography.org), dos EUA.

  
Mas a pergunta que não cala: o que impulsiona este tipo de transação? A FTA também mapeou os motivos e elencou os cinco principais:

  ·       
a consolidação de clientes que tem ameaçado, inclusive, as relações mais longas;

  ·        a volatilização e o aumento constante do preço das matérias-primas;
  ·        a consolidação dos vendedores;
  ·        a globalização dos clientes que leva à busca de fornecedores globais com múltiplas plantas; 
  ·        e o amadurecimento do crescimento.

   As empresas compradoras se caracterizam pela busca de crescimento pela sinergia entre os custos e o faturamento, além da pressão contínua – e cada vez maior – pelo ganho de eficiência e habilidade de lucrar mais em uma economia pautada por um crescimento orgânico maduro. Assim, adquirir uma empresa também é uma estratégia para crescer aos olhos dos investidores.

  As F&A são ainda um caminho para a expansão, não apenas geográfica. Empresas líderes têm conseguido diversificar seu portfólio de produtos e expandir os canais de venda justamente adquirindo outras empresas.

  Contudo, há o outro lado: as empresas ‘à venda’ estão com suas margens cada vez mais espremidas. Mesmo assim, optam pela transação por entenderem que é a melhor forma para lidar com os cinco itens expostos acima.

   Mas a decisão de vender não se dá num piscar de olhos. A empresa necessariamente passa por alguns estágios até bater o martelo sobre a negociação. Planejamento imobiliário, diversificação, pressão de competir com concorrentes mais capitalizados, oportunidade de se beneficiar de potenciais sinergias e/ou oferecer o irrecusável são algumas das etapas avaliadas antes da venda ou fusão.

  Entretanto, os especialistas da FTA lembram que a melhor forma da empresa se preparar para uma possível F&A é investir no capital humano. No final, são as pessoas que farão a diferença nas várias áreas – produção, vendas, atendimento ao cliente, marketing, financeiro, etc. E o ‘ROI’ deste investimento em gente vem justamente no momento da negociação.

  O artigo da FTA identifica ainda como carros-chefes de F&A no setor de embalagens, as indústrias de embalagens flexíveis, rótulos e cartonagem. Nas ilustrações abaixo, um comparativo da configuração do setor de rótulos em 2010 e ano passado nos EUA (Fonte: FTA).





*Liliam Benzi é especialista em comunicação, marketing e desenvolvimento de negócios e de estratégias para B2B, com ênfase no setor de embalagens. Também atua como editora de publicações e Assessora de Comunicação de diversas empresas e entidades, entre elas a ABIEF. Foi eleita Profissional do Ano 2018 pela Revista Embanews. Também foi indicada como Press & Communication Officer da WPO (World Packaging Organization - Organização Mundial de Embalagem). Está à frente da sua empresa – LDB Comunicação – desde 1995 (ldbcom@uol.com.br). 


< VOLTAR PARA FLEX ABIEF
Cadastre-se e receba nossos informativos sobre a ABIEF e sobre o setor de plástico flexível.
ABIEF ® Copyright 2017 - Todos os direitos reservados. A reprodução integral ou parcial é permitida desde que citada a fonte.