FLEX ABIEF

FLEX TENDÊNCIA – DEZEMBRO 2018
As pessoas no centro dos bons negócios!

00 de de 0000
  O Presidente da ABIEF, empresário Herman Moura, abre o último evento da ABIEF de 2018 que encerrou o ano abordando um tema essencial: gestão de pessoas.

  Como sentenciou Fernando Sato, da Braskem, no VIII Seminário Flex da ABIEF: ‘a melhor digital será sempre a sua!’

 
Muito se fala sobre avanço tecnológico, novos materiais, novos produtos e serviços. Mas cada dia cresce a importância de um único protagonista em todas estas estórias: as pessoas. Bons negócios são feitos por pessoas. Tecnologias e materiais inovadores são criados por pessoas. E tudo o que é produzido é vendido para pessoas e consumido por pessoas. Portanto, se as pessoas, com suas necessidades e talentos, não estiverem no centro das discussões, a equação não fecha.

  Foi justamente esta a proposta da ABIEF no VIII Seminário Flex de Gestão de Pessoas. Além de mostrar a importância do tema, a ideia era esmiuçar assuntos correlatos como gestão de talentos, sucessão e liderança.

   Fernando Sato, Diretor Compensation & Benefits da Braskem, iniciou as apresentações explicando que “pensar e revisar o modelo de gestão de pessoas da empresa foi, justamente, o grande desafio imposto pelos novos tempos”. Para isso, entre outras coisas, a Braskem constatou que era preciso entender o mundo altamente conectado e em transformação. “E é aí que reside o desafio da liderança”, sentenciou.

 Sato também defendeu que não basta ser líder; é preciso ser um líder transformador, ou seja, alguém com propósito e que faça sentido.  A
Braskem entendeu ainda que o que ela produz é feito para a sociedade, portanto a empresa precisa ter em seu time pessoas que representem esta sociedade. “A sociedade mudou e a diversidade passou a ser o nome do jogo na gestão de pessoas.” E completou: “Quem construirá a Braskem do futuro, ainda não está na empresa!”

  Em sua palestra, Patrícia Santiago, da Linus, reforçou a importância da diversidade na gestão de pessoas. Segundo ela, a nova ordem implica em ter na equipe – e entender que ela é formada por:
     ·         pessoas únicas;
     ·         visão e entendimento de mundo das diferentes gerações;
     ·         diferentes perfis de comportamento;
     ·         respeito à diversidade de habilidades e de talentos.

   “Afinal, é o contato entre o ‘novo’ e o ‘experiente’ que impulsiona a inovação e que provoca melhorias nos resultados”, sentenciou a especialista em RH. Ela também esclareceu que um líder de sucesso tem ao seu redor alguns fatores como conhecimento técnico; autoconhecimento; inteligência emocional; e gestão de negócios.

  Para Cilene Moreno, também da Linus, um primeiro passo para identificar – ou construir – um líder é reconhecer seu perfil. A grosso modo, a especialista explica que há quatro perfis: comunicador (mais extrovertido, falante, adaptável e ativo); executor (ativo, competitivo, otimista e dinâmico); planejador (calmo, prudente e com muito autocontrole) e o analista (detalhista, preciso, cauteloso e crítico). “É claro que pode haver um cruzamento destes perfis, mas eles servem como base para este processo de identificação do líder.”

  E um assunto que não poderia deixar de ser abordado no evento da ABIEF foi sucessão familiar, não apenas do ponto de vista jurídico, mas também a partir de um olhar mais humano. Afinal, os que serão sucedidos e os que sucederão são pessoas! E esta tarefa é ainda mais difícil no cenário brasileiro onde 75% das empresas são familiares, representam 50% do PIB e empregam 80% da mão de obra.

    Apesar de toda esta relevância, apenas 30% das empresas brasileiras  familiares chegam à terceira geração. “Na ‘passagem do bastão’ elas acabam morrendo”, confirmou Alessandro Fink, da Duarte & Tonetti, no Flex Gestão de Pessoas. Por isso mesmo este e todos os demais temas que envolvem pessoas e seus talentos são tão delicados e tão importantes para a continuidade das organizações.




*Liliam Benzi é especialista em comunicação, marketing e desenvolvimento de negócios e de estratégias para B2B, com ênfase no setor de embalagens. Também atua como editora de publicações e Assessora de Comunicação de diversas empresas e entidades, entre elas a ABIEF. Foi eleita Profissional do Ano 2018 pela Revista Embanews. Também foi indicada como Press & Communication Officer da WPO (World Packaging Organization - Organização Mundial de Embalagem). Está à frente da sua empresa – LDB Comunicação – desde 1995 (ldbcom@uol.com.br).

< VOLTAR PARA FLEX ABIEF
Cadastre-se e receba nossos informativos sobre a ABIEF e sobre o setor de plástico flexível.
ABIEF ® Copyright 2017 - Todos os direitos reservados. A reprodução integral ou parcial é permitida desde que citada a fonte.